Quem sou eu

Minha foto
Cariacica, Espírito Santo, Brazil
Um rapaz que acredita que nunca se é velho demais para ser um Treinador Pokémon.

Postagens populares

Tecnologia do Blogger.

Follow by Email

Pesquisar aqui

Já fazem quase três anos que eu postei o Guias de Batalhas da May e, como quase todos os guias referentes à fase Advanced Generation, ele andava meio desatualizado em razão de eu fui adiando pra sempre minha missão pessoal de rever essa fase pra fazer isso. Felizmente, meu braço direito e sempre solícito e atencioso colaborador Raco fez o favor de cuidar dessa parte pra mim e hoje trago a devida atualização, com os novos nomes dos movimentos oficiais dos Pokémon da May, além das batalhas que faltavam - além da correção de alguns pequenos erros!
Os Guias do Ash com Pokémon em Advanced Generation também foram atualizados e podem ser acessados aqui, aquiaqui, aqui e aqui.

Guia de Batalhas
Os Pokémon de May

Trindade
Como já é de conhecimento geral, minha experiência com Sun & Moon tem sido surpreendentemente positiva. Apesar dos problemas, os dez primeiros episódios de Sun & Moon me encantaram pela qualidade do texto, mais focado em estruturar um ambiente familiar e em construir seus muitos personagens de apoio, e pelo frescor em comparação às séries anteriores. Tal conquista foi graças ao trabalho combinado do trio de roteiristas que assumira aqueles episódios: Aya Matsui, a nova responsável pela construção da série, Atsuhiro Tomioka, o responsável pela série de DP a XY, e Akemi Omode, a roteirista que foi incumbida de cuidar da trajetória de Serena. Enquanto é completamente natural que certos roteiristas assumam os episódios iniciais, eu estava ansioso para ver como os outros roteiristas, os macacos velhos Shinzo Fujita, Shoji Yonemura, Hideki Sonoda, Junki Takegami e Yukiyoshi Ohashi, se adaptariam a esse novo formato de anime, tão diferente daquele estabelecido por Takeshi Shudo. Estariam eles na mesma sincronia? Cairiam eles nos mesmos vícios? Será que eles tentariam experimentar com algo novo.
Então, queridos, quem acompanha o blog sabe que eu gosto muito de usar os nomes em português pra tudo. Na época em que a Centauro dublava o anime, eu tive a sorte de ter acesso à lista dos golpes traduzidos pela equipe da PokéPlus. Porém, os tempos são outros: a Pokémon Company finalmente assumiu as rédeas e começou a oficializar essa parte para as diferentes mídias de Pokémon que ganham versão oficial no Brasil (o que é ótimo).
Como eu não tive acesso a essa lista mais VIP, decidi fazer a minha própria usando como base as seguintes fontes: o mangá publicado pela Panini, o jogo Pokémon GO, as Estampas Ilustradas pela Copag e a versão brasileira do anime.
E venho não só compartilhar com vocês esses dados, mas também pedir sua ajuda pra manter a lista atualizada e expandi-la. Se souberem do nome de algum golpe no Brasil que não consta aqui, deixe no comentário, de preferência com a fonte pra poder averiguar.
No caso de incoerência - como já ocorreu tanto no anime quanto no mangá com Razor Leaf, que era Folha Gilete, até a Panini intervir e Thunderbolt, que ainda é Choque do Trovão no desenho, mas não nas outras mídias -, fica na lista o nome que prevalecer na maioria das mídias ou no Pokémon Go.