Quem sou eu

Minha foto
Cariacica, Espírito Santo, Brazil
Um rapaz que acredita que nunca se é velho demais para ser um Treinador Pokémon.

Postagens populares

Tecnologia do Blogger.

Follow by Email

Pesquisar aqui

XY042/ Episódio 846 – Batalha de Equipes! Competindo pelo Hall da Fama!!

Depois de uma (longa e necessária pausa) de Pocket Monsters XY, finalmente assisti ao capítulo que encerra o arco do Acampamento de Verão! Não deve ser surpresa pra ninguém que esse arco me deixou um pouco decepcionado e minha empolgação para ver este quarto episódio era bem pequena – especialmente porque desde a sua divulgação eu sabia de algo que não me deixava nada feliz: haviam decidido colocar Pikachu no lugar de Froakie no que podia ter sido uma luta final entre iniciais de Kalos contra iniciais de Kanto. Foi uma semana bem proveitosa para começar ver a lindíssima reta final de Sakura Card Captor – sério, se vocês nunca assistiram a esse anime, saiam daqui agora e vão ver porque vale muito a pena! Mas enfim, hoje eu decidi retomar meu anime do coração e foi um feliz alívio ao encontrar neste “Batalha de Equipes! Competindo pelo Hall da Fama!!” mais motivos para amá-lo do que para odiá-lo.
Tabela de Batalhas - Os Pokémon de Misty

Há uns meses atrás, graças ao leitor e colaborador Raco, pude trazer a tabela com a média de vitórias dos Pokémon de Ash, atendendo a muitos pedidos. A tabela fez sucesso (é a sexta postagem mais vista do blog, atualmente), então decidimos fazer dos demais Treinadores também. Hoje é a vez dos Pokémon de Misty.
Vale lembrar que o cálculo é feito da seguinte forma: 
- Somente as batalhas com vitórias, derrotas e empates foram consideradas, excluindo-se assim as de treinamento, as que o Pokémon foi chamado de volta, etc;
- Soma-se essas batalhas para conseguir o total (por exemplo, Snorlax teve 18 vitórias e apenas 3 derrotas, um total de 21 batalhas contabilizadas). Depois, divide-se o número de vitórias pelo total (18 ÷ 21) e depois multiplica-se por 100 para obter a porcentagem (0,857... x 100 = 85,71).
O Guia de Batalhas de Misty completo pode ser acessado clicando aqui. E para ver a tabela, basta clicar em Leia mais!
XY040/ Episódio 844 – Serena VS Shauna! O Confronto de PokéVisão!!

Sabe quando é noite e você está sozinho à beira do mar, sentindo a brisa fresquinha soprar sobre você e o som das ondas ao longe? Ou às vezes você até tem companhia, alguém especial para segurar sua mão ou te abraçar, mas não há uma troca de palavras sequer. Tudo o que importa é o silêncio do momento? Esse é um dos tipos de cenários pelos quais eu sou profundamente apaixonado e foi como o episódio anterior terminou. Depois de ter escrito o charithought anterior, eu fiquei com aquilo na cabeça por um tempo. Foi uma cena tão bonita, tão bem animada, tão bem dirigida, com aquela musiquinha linda de Vaniville, à qual eu dei pouca atenção, confesso. E era uma cena extremamente necessária para Serena. A garota está finalmente em sua jornada para encontrar sua luz própria e começar isso com uma autorreflexão longe de seus amigos, mas apenas acompanhada de seu Pokémon, ouvindo sua própria voz é definitivamente um primeiro passo.

No último dia 25 de agosto foi oficialmente lançado no Brasil o mangá Pokémon: Black & White pela Panini Comics. Como eu sempre quis expandir meus horizontes no blog para assuntos além do anime, como os jogos e o mangá, eu não pude resistir à tentação de escrever uma série de charithoughts cobrindo a trama do arco Black & White desta que é a maior publicação envolvendo os monstros de bolso já lançada no mundo todo.
Então, boa leitura e espero que gostem ^^
P.S.: Eu editei o texto com esta breve introdução e mais três considerações finais que eu havia esquecido quando postei o texto (esta mto tarde e eu com mto sono).

Pokémon: Black & White #1

A introdução que você pode pular
Pokémon Special sempre foi um sonho. Publicado no Japão desde 1997, com roteiro de Hidenori Kusaka e arte de Mato (até o Volume 9) e Satoshi Yamamoto (a partir do Volume 10), o mangá é o maior título baseado na franquia dos monstros de bolso já lançado, possuindo mais de 500 capítulos divididos em mais de 50 volumes e gozando de uma grande popularidade entre fãs tanto do oriente quanto do ocidente! Meu primeiro interesse em Pokémon Special surgiu quando a Conrad Editora anunciou no começo dos anos 2000 que traria Pokémon Adventures (a versão americana do mangá) para o país. Infelizmente, a promessa da Conrad nunca foi pra frente e nenhuma outra editora tocou no assunto por anos - a própria Viz Media, que lança os mangás nos EUA, parou em 2003 ao final da saga Yellow e só retornaria em 2009). Ao longo desses anos, grupos de fãs dedicados se juntaram e formaram projetos como a PSBR para traduzir a obra para outros aficionados em Pokémon interessados no mangá e foi assim que eu tive meu primeiro contato com a obra de Kusaka, mas leitura online nunca foi o meu forte.
Dando uma pausa com charithoughts e guias de batalho, começo mais uma mês trazendo mais um capítulo do meu filho mais velho: A Longa Trajetória de Pokémon no Brasil. Desta vez, abordando a maneira complicada como as temporadas referentes a esta saga foram exibidas por aqui. Pra checar as duas partes anteriores, basta clicar aqui e aqui ^^
Boa leitura

A Longa Trajetória deno Brasil
ANIME – A LIGA JOHTO
(Parte 3)
EXIBIÇÃO NO BRASIL 

A Liga Johto teve uma exibição bem difícil e um tanto desorganizada no Brasil, principalmente no que se diz respeito à tevê aberta. Todas as temporadas da Liga Johto, depois de serem trazidas e adaptadas para o ocidente pela 4Kids, foram negociadas com as distribuidoras menores conforme o costume. A Televix ficou mais uma vez responsável pela distribuição por toda a América Latina e a Swen por contratar o estúdio de dublagem e licenciar os episódios da série para a tevê aberta, já que a Televix negociava os episódios da série com a tevê paga – isso porque boa parte delas possui sede em outros países. A terceira temporada (que mostra o final da Liga Laranja e o começo da Liga Johto) foi negociada com o Cartoon Network e com a Rede Record. Como nesse meio-tempo, o CN já tinha alcançado a Record na exibição do anime, a emissora se adiantou na estreia da terceira temporada e lançou os novos episódios em 1° de janeiro de 2001 depois de uma maratona com todos os 104 capítulos da série exibidos no Brasil até então. O problema é que essa estreia ocorreu sem que todos os 52 episódios estivessem dublados!