Quem sou eu

Minha foto
Cariacica, Espírito Santo, Brazil
Um rapaz que acredita que nunca se é velho demais para ser um Treinador Pokémon.

Postagens populares

Tecnologia do Blogger.

Follow by Email

Pesquisar aqui

Eu sei que eu tenho meu fiel nicho de leitores que não ligam mto para os charithoughts, mas querem ver mais do meu conteúdo mais "clássico" aparecendo por aqui. Infelizmente, elas acabam surgindo com uma frequência bem menor. À fim de fechar o mês de julho com pelo menos 4 postagens significativas, decidi liberar a segunda parte da Liga Johto - algo que eu queria fazer somente depois que terminasse de reassistir 100% os episódios desta saga, o que ainda não aconteceu. Entretanto, com quase dois meses devendo este texto e com a crença de que pouca diferença lhe faria terminar meu rewatch, estou liberando ele hoje pra vocês, que também podem relembrar a jornada pela região de Kanto, também pelas Ilhas Laranja e ler a primeira parte da matéria de Johto clicando aqui. Eu também estou trabalhando em atualizações para outras partes do blog e só devo trabalhar no próximo charithought neste fim de semana. Abraços o/
A Longa Trajetória deno Brasil
ANIME – A LIGA JOHTO
(Parte 2)


DUBLAGEM


A Liga Johto teve início por aqui na terceira temporada, que foi entregue aos estúdios da Parisi Vídeo para dublagem. O trabalho realizado sob a direção de José Parisi Jr. agradou tanto a distribuidora que o estúdio ficou encarregado também das três temporadas seguintes, tornando-se o primeiro a dublar todos os episódios de uma mesma saga do anime no Brasil - fato ainda mais impressionante se considerar que é uma das maiores até hoje! Com isso, o trabalho da Parisi Vídeo com Pokémon seguiu por quatro temporadas seguidas, o que garantiu à série certa estabilidade. O estúdio, por exemplo, conseguiu manter grande parte dos dubladores de coadjuvantes e personagens recorrentes, raramente realizando mudanças. Além disso, a qualidade do áudio do estúdio era bastante decente e as músicas de abertura ganharam versões brasileiras muito boas. Entretanto, a parte mais negligenciada durante a fase de Pokémon na Parisi foi a tradução. Apesar de a qualidade até boa do trabalho realizado durante a terceira e a quarta temporadas, a partir do final desta ela declina de forma drástica e o trabalho ruim se estende até toda a quinta e sexta temporadas praticamente. 


XY034/ Episódio 837 – Mega Lucario VS Mega Mawile! O Vínculo da Mega Evolução!!

Flores. Estes pequenos e singelos elementos da natureza foram há muito apropriados pelos homens como símbolos de beleza e amor. Presentes em músicas, poesias e pinturas, elas tem andado de mãos dadas com a arte. O seu desabrochar tornou-se metáfora para transformações pelas quais os homens passam. Flores pontuam o começo de romances, estão presentes em casamentos e até na hora do adeus definitivo, elas estão lá para se despedir. Com tamanha importância e tanto significado, nada mais apropriado que flores se façam presente de maneira tão intensa neste que eu considero o episódio tecnicamente mais belo que a equipe de animadores de Pokémon nos entregou até hoje, sob a direção de Masaaki Iwane.

XY033/ Episódio 837 – Corações Que Chamam Um ao Outro! Vá Além da Aura!!


Às vezes você não precisa assistir a um episódio inteiro pra saber que há algo de muito errado nele e foi assim que eu me senti com este 33º (como se fala esse numeral?) episódio de XY. O problema aqui, porém, não é ele em si, verdade, mas uma má escolha feita cinco episódios atrás, quando Diantha usou seu “vínculo especial” com Gardevoir para sentir sua presença e localizá-lo através de um sexto sentido inventado lá, quando o Pokémon foi levado pela Equipe Rocket. Eu não havia gostado da ideia na época e menos ainda quando ela foi repetida dois capítulos depois com Korrina e seu Lucario. E então, como que para confirmar o quão sem sentido toda aquela história havia sido, ao final do excelente episódio anterior eu descubro que este teria como premissa uma nova e aparentemente mais longa separação entre a Líder de Ginásio e seu Pokémon. No mesmo momento eu pensei: “E o tal sexto sentido mágico dos vínculos especiais?”. Eu até cheguei a cogitar que eles dariam alguma razão para a omissão, mas aparentemente para você sentir seu Pokémon que pode megaevoluir de longe, ele precisa ser roubado pela Equipe Rocket.
XY032/ Episódio 836 – Mega Lucario VS Mega Lucario! Uma Tormenta de Aura!!


“10 MIL ANOS!!!!”
Caro leitor, foram “apenas” três semanas, mas a frase do Gênio em Aladdin na voz brasileira marcante de Márcio Simões resume como o meu relógio psicológico contou todo esse tempo. Quando você está num ritmo ótimo de uma média de seis postagens por mês, é torturante chegar à metade de julho sem conseguir escrever nada. Nesse conturbado período, eu até cheguei a rever este XY032 e, mais de uma vez, comecei a escrever a análise, mas nada saía. Pra ser honesto, eu me sinto tão enferrujado que eu acho que uma pequena recapitulação e um pouco de vossa paciência são necessários para me colocar de volta aos trilhos aos poucos: nos episódios anteriores, Ash e seus amigos conheceram Korrina, a Líder do Ginásio da Cidade de Shalour, e decidiram acompanhá-la em sua jornada para megaevoluir seu Lucario. Após enfrentar o Blaziken de seu avô na Caverna das Provações e provar seu valor, a garota finalmente obtém uma Lucarionite e finalmente pode transformar seu Pokémon num Mega Lucario!

Galera, o blog está parado esses dias porque estou bastante ocupado com o final de semestre na minha escola. Existem mtos exercícios e provas pra corrigir, muitas pautas pra preencher e eu tenho estado muito cansado. Eu até reassisti ao episódio sobre o qual eu tenho que escrever, sentei, comecei e tal, maas... eu tbm não estou na minha melhor semana. Então, eu espero terminar tudo esta semana e conseguir voltar, até o próximo fim de semana no máximo, a escrever pro blog. Existem charithoughts pra escrever, guia de batalhas para atualizar e trajetórias para escrever e eu espero MUITO poder compensar, mas não posso garantir nada. No mais, abraços a todos e até breve o//